Profissionais de foodservice se encontram para um final de semana de aprendizados

Empreendedores, designers, arquitetos, nutricionistas, administradores e outros profissionais do foodservice tiveram a oportunidade de trocar conhecimentos e, por que não, se divertir, durante o 1º Hub Weekend. A programação incluiu 10 palestras e atividades gastronômicas ao final de cada dia. Os temas discutidos variaram entre inovação, marketing, tendências e criatividade. E o menu contou com sanduíches, produtos naturais, alta pâtisserie, sorvete artesanal, cafés, entre outros.

 

Marketing digital e negócios

Hiro Ozono, contou aos participantes sobre a experiência com o Sushibilidade, um canal de vídeos sobre comida japonesa e empreendedorismo. Ozono mostrou ótimos exemplos de como ações de marketing digital podem ser bem utilizadas no mercado de foodservice.

Sushibilidade

O marketing somado ao produto foi o tema da palestra de Francisco Santana e Cristina Souza. Ele é o empreendedor à frente da Escola Sorvete. Ela é a diretora da Libbra, empresa de marketing especializada em foodservice. Juntos eles ofereceram insights para empreendedores no ramo de sorveterias e gelaterias sobre como otimizar lucros por meio de pesquisas de mercado e adequação dos produtos às necessidades dos consumidores.

Francisco Santana

Cristina Souza

 

Quais são as tendências em foodservice?

O que o mercado internacional aponta como tendência em arquitetura, design e ambientação de restaurantes, bistrôs e empórios? Esse foi o tema da apresentação de Diris Petribu e João Carlos Faias, do StudioIno. Ela esteve em Nova Iorque visitando feiras especializadas e estabelecimentos de foodservice alguns meses atrás em um missão do Sebrae. Eles mostram aos participantes os aprendizados trazidos de lá sobre como os empreendedores norte-americanos estão investindo neste mercado.

Diris Petribu

Continuando o papo sobre tendências, Karyna Muniz, do Sebrae, mostrou as vantagens do trabalho em espaços colaborativos. O formato, que veio de fora, está ficando cada vez mais forte no Brasil, mas ainda há quem não conheça o modelo aplicado ao foodservice. Esta, aliás, é a forma adotada pelo Hub Foodservice, onde aconteceu o Hub Weekend.

Karyna Muniz

 

 

Como inovar no mercado de alimentação

Emmanuel Melo, co-fundador do StudioIno, e o designer Otávio Falcão soltaram a seguinte provocação. O ato de pensar e analisar pode ser uma ferramenta de planejamento? Pode, e os especialistas mostraram como esse exercício é essencial à inovação. Eles falaram ainda sobre como aplicar essa ideia no design de produtos para o mercado de alimentação.

E cozinha e inovação combinam muito bem pois, Simone Valvassori, deu continuidade ao tema demonstrando duas técnicas que otimizam a produtividade e garantem a segurança do alimento. Ela falou sobre o sous-vide, uma forma de cozinhar pratos a vácuo, e sobre o cook & chill, uma prática de cozer e resfriar a comida, melhorando sua conservação.

Simone

 

A criatividade na cozinha

E se cabe inovação, cabe criatividade. Otávio Falcão voltou a conversar com o público unindo os dois elementos. Ele apresentou métodos que podem ser aplicados à formação de ideias e solução de problemas.

Otavio Falcao

A inspiração e as boas sacadas voltaram à mesa na rodada de apresentação de cases. “Investimos em foodservice e está dando certo”, foi o título super apropriado para as experiências dos empreendedores do Duo Patisserie, Legurmê, Veganjá, B.lem e da Boto Sorveteria.

Fundadores da Legurmê

Mais sobre as lições da Legurmê: http://hubfoodservice.com.br/jovens-fundadores-da-legurme-dao-licoes-de-como-empreender-em-food-service/

 

 

Gestão em foodservice

A eficiência do gerenciamento é vital em qualquer negócio e na alimentação não é diferente. Guilherme Cohn, fez uma explanação sobre a gestão informatizada aplicada ao serviço de refeições nas escolas, mostrando o uso da tecnologia na adequação do perfil de consumo do aluno com a oferta do operador.

untitled (23)

Não só serviço, mas o varejo no foodservice também foi discutido. O consultor de alimentação José Aurélio Lopes ensinou como gerenciar negócios neste setor a partir da análise de quatro fatores: produto, ponto, atendimento e equipe.

Aurélio

A programação de três dias de trocas de conhecimento foi encerrada com várias opções gastronômicas. O Hub Weekend contou com foodtruck da PhillySteak, foodbike de cerveja artesanal da Cerveja Avós e de sobremesa com a Bolos Mara, além de uma mini feira gastronômica com delícias da Empório Manjericão, Legurmê, Escola Sorvete, Bratatouille, Duo Pâtisserie e Café 3 Corações.

untitled (5)

 

untitled (24)

 

untitled (21)

 

O Hub Weekend foi realizado de 16 a 18 de setembro no Hub Foodservice, em São Paulo. Participaram em torno de 130 profissionais e estudantes de diferentes áreas do foodservice. Seis porcento da renda líquida será revertida em doações de alimentos. O evento foi uma iniciativa do Hub Foodservice, uma cozinha colaborativa e espaço de co-working voltado para profissionais deste setor. Dentre as missões do local está a de servir como fomentador de encontros, parcerias e troca de ideias entre as diversas especialidades do mercado de alimentos. Desde sua fundação, o Hub tem promovido oportunidades para essas interações, com palestras, exposições e, sempre, boa comida.